jQuery não faz sentido para todo projeto

O jQuery teve um papel muito importante em meados de 2007, nessa época as inconsistências entre os padrões adotados por navegadores para se fazer animações, manipular o DOM e fazer requisições assíncronas(“Ajax”) era bem maior que as existentes entre os navegadores atuais.

Logo do jQuery - Escreva menos, faça mais
Logo do jQuery

De 2009 até 2019, pode-se dizer que quase todos os navegadores modernos implementam padrões para fazer as mesmas coisas que o jQuery faz, os navegadores que não fazem ou tem alguns tipos de bugs como o IE(Internet Explorer) são cada vez mais deixados de lado, segundo Chris Jackson(Gerente do grupo de Experiências e Dispositivos da própria Microsoft), o IE hoje é encarado como uma solução de compatibilidade para sites antigos e que só funcionam com ele, mas que deveriam ser atualizados[2].

E sim, o jQuery é muito útil para vários projetos e mantém tudo funcionando em boa parte dos ambientes de uma forma consistente, mas é preciso ver o quão usado ele é no seu projeto, não faz sentido ter jQuery apenas para fazer requisições assíncronas ou para usar um ou dois efeitos. Se você precisa fazer alterações pontuais na sua aplicação web você pode utilizar puro Javascript e CSS3, uma lista de vários metódos equivalentes entre o jQuery pode ser encontrada em You might not need jQuery [3].

Para fazer a migração de um front-end para os modernos padrões web é uma boa prática manter o suporte para antigos navegadores, essa técnica inclui bibliotecas chamadas de polyfills e tem um custo de performance e manutenção maior, devem ser abandonados assim que possível, se você não recebe uma quantidade significativa de visitas do IE6 por exemplo não tem porque manter a compatibilidade com ele.

Referências:

  1. https://githubengineering.com/removing-jquery-from-github-frontend/
  2. https://techcommunity.microsoft.com/t5/Windows-IT-Pro-Blog/The-perils-of-using-Internet-Explorer-as-your-default-browser/ba-p/331732
  3. http://youmightnotneedjquery.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.